ANUNCIE AQUI


Prefeitura de Gravataí e Santa Casa anunciam obra da nova emergência SUS no Dom João Becker




Primeiro aporte para a obra será feito por meio de recurso devolvido da Câmara de Vereadores ao executivo municipal


“Este é mais um dia pra ficar marcado na história da saúde de Gravataí.” Com esta frase, o prefeito Luiz Zaffalon abriu a cerimônia de anúncio da construção da nova emergência SUS do Hospital Dom João Becker (HDJB). A obra, que será executada pela Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – mantenedora da casa de saúde de Gravataí, tem o custo total estimado em cerca de R$10,6 milhões, que serão financiados, em grande parte, pelo município.

Para o pontapé inicial, que compreende a fase 1 da obra, são necessários cerca de R$ 3 milhões. Sabendo dessa informação, a mesa diretora da Câmara de Vereadores, capitaneada pelo presidente, vereador Alan Vieira, está adiantando a devolução de verba economizada do custeio parlamentar ao executivo. Este, por sua vez, irá repassar o valor na íntegra para a Santa Casa iniciar a obra. “O que está ocorrendo hoje é um grande acordo político entre executivo e legislativo para que a comunidade seja a maior beneficiada, recebendo uma nova emergência hospitalar totalmente equipada e de acordo com o tamanho que a nossa cidade tem”, explicou Zaffa.


Nova emergência SUS

A nova estrutura vai contar com uma área de 907 metros quadrados, o que significa mais do que o dobro da estrutura atual. Os oito leitos de observação passam a ser 22 e o número de leitos de emergência quadruplica (de um para quatro). Já o número de poltronas de medicação dobrará das seis atuais, para 12, entre outras melhorias.

Segundo o superintendente do HDJB, Antônio Weston, Gravataí vai receber a Emergência SUS mais moderna do Estado. “Com o esforço de todos, poder público, iniciativa privada e da Santa Casa, vamos entregar no ano que vem um serviço à altura das necessidades da comunidade de Gravataí”, complementa.

Com relação ao lançamento da nova emergência, o diretor-geral da Santa Casa, Júlio Matos, saúda a liberação dos recursos para o início das obras. “Acredito que a união dos poderes públicos faz um gesto concreto de máxima responsabilidade social com a comunidade gravataiense, apoiando a execução desta obra que virá ampliar e qualificar ainda mais a assistência à saúde da população do município. É um orgulho para a Santa Casa, por meio do Hospital Dom João Becker, promover desta obra que será, seguramente, um marco para a saúde de Gravataí”.


Participação de todos


Para não depender apenas dos recursos públicos, ferramentas de incentivo para a participação da iniciativa privada no financiamento da obra da nova emergência e melhorias para a casa de saúde estão sendo construídas. “Para que todos possam participar desse processo de melhorias na saúde do município e exercerem o pertencimento à comunidade em que estão inseridos, leis e programas serão apresentados em breve, para a sociedade”, ressaltou o secretário municipal da Saúde, Régis Fonseca.


Desmobilização do Hospital de Campanha

A nova emergência SUS do HDJB será construída no mesmo espaço físico em que hoje se tem o Hospital de Campanha. As obras estão previstas para iniciar em setembro. Isto também está sendo possível porque em todo este mês de agosto, Gravataí vem apresentando estatisticamente queda de internações e mortes por covid-19. Além disso, o fato de estar sempre entre as cidades do estado que mais vacina, tem contribuído para o controle da doença. Sendo assim, no final desta semana, a prefeitura desmobilizará o Hospital de Campanha.

A estrutura, que atendeu milhares de pessoas neste pouco mais de um ano instalada, já não se faz mais necessária. “A desmobilização do Hospital de Campanha é um ato repleto de simbolismo na luta contra o covid”, afirma o superintendente Weston, ao lembrar da satisfação da casa de saúde em poder realizar este ato, em conjunto com o município. O diretor-geral da Santa Casa, Julio Matos, acredita que o hospital de campanha encerra um ciclo que representou um grande acerto de parceria entre o poder público e o Hospital Dom João Becker, “cumprindo uma função fundamental quando os números da pandemia tiveram impactos que não poderiam ser absorvidos unicamente pela estrutura instalada do hospital naquele momento de crescimento da covid-19. Aqui muitas vidas foram salvas, mesmo operando em vários momentos com superlotação”.


Atendimento Covid nas UPAs


O secretário Régis destacou ainda que a comunidade não ficará desassistida, de forma alguma. “Para que essa ação fosse possível, vamos reforçar as estruturas das UPAS da 74 e das Moradas, e deixá-las como pontos de referência para busca de atendimento contra a covid. Assim, quem precisar de atendimento deve se encaminhar a um destes dois pontos da cidade.”

Ele ainda comenta que um novo sistema, com mais capacidade de dispersão de oxigênio está sendo instalado, nesta semana, na UPA da 74. “Estamos tomando todos os cuidados para que o atendimento continue sendo realizado, mas acreditamos que todas as medidas que realizamos corroboraram para este bom controle que estamos tendo com relação a pandemia no município”, finaliza Régis.

Participaram da solenidade a deputada estadual Patrícia Alba, o vice-prefeito Dr. Levi e o ex-prefeito Marco Alba.


Via Asco/HDJB - Edição: Info do Vale Notícias Foto: divulgação



Postar um comentário

0 Comentários