ANUNCIE AQUI


Operação Elite é desencadeada no combate ao tráfico de drogas em Porto Alegre e Canoas



Maconha “bud” é um dos principais produtos da organização criminosa investigada



Na manhã desta sexta-feira (30), a Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas, deflagrou a Operação Elite, no combate ao tráfico de drogas na região metropolitana e Capital. Doze ordens judiciais foram cumpridas em Canoas, nos bairros Centro e Mathias Velho, e em Porto Alegre, nos bairros Cidade Baixa, Nonoai, Centro, Partenon.

Durante 4 meses, os policiais civis, utilizando modernas técnicas de investigação, identificaram partícipes de organização criminosa, bem como mapearam uma rede de distribuição de entorpecentes que são vendidos para pessoas de alta renda e classe social.

Foi coletado vasto material probatório que demonstra, inclusive, a venda de tipos de drogas diferentes, como maconha em uma forma diversa de apresentação, mais concentrada e chamada de “bud”.

A operação policial foi batizada de “Eliete”, em razão da alta pureza e dos preços expressivos dos entorpecentes negociados, bem como pela busca de clientes de alta renda pelos traficantes investigados. A ação contou com 88 policiais civis e 30 viaturas, apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, por meio do grupo tático e aéreo.

O titular da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas, delegado Rafael Pereira, afirma que “foi uma investigação com objetivo de quebrar a estrutura de uma organização criminosa que atua no narcotráfico na região metropolitana.”

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM-Canoas), delegado Mario Souza destaca que “foi um duro golpe contra o narcotráfico na região metropolitana e capital” e que “muitos pontos de narcotráfico e sistemas de entrega foram prejudicados com essa ação da polícia.”

Via Ascom/PC - foto: divulgação



Postar um comentário

0 Comentários