ANUNCIE AQUI


CACHOEIRINHA | Miki assina contrato que aumenta para 1.600 o número de alunos em oficinas musicais





Serão 100 oficinas, que iniciam já em março, ampliando o número de alunos nas EMEFs de 470 para 1.600.



Na tarde desta quinta-feira, 07 de março, foi assinado um contrato entre a Prefeitura de Cachoeirinha e a Fundação La Salle para a ampliação do projeto Música, Ação e Inclusão (MAI) nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs), que a partir da parceria passará a oferecer aulas de canto e instrumentos musicais para as 20 escolas de Ensino Fundamental nos dois turnos.

Serão 100 oficinas, que iniciam já em março, ministradas por dez professores, quatro da rede municipal e seis da Fundação La Salle. Cada escola terá no mínimo quatro oficinas, nos turnos manhã e tarde, atendendo 1.600 alunos semanalmente. Em 2018, eram 470 alunos atendidos nas EMEFs. O MAI também acontece em cinco Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs), onde atende cerca de 960 crianças.

"Com esta ação estamos cumprindo com mais um compromisso assumido com a nossa comunidade que é o de cuidar das nossas crianças através da oferta de atividades complementares", ressalta o prefeito Miki Breier.

A secretária de Educação, Rosa Lippert, esclarece que o objetivo do MAI é proporcionar aos estudantes o acesso voluntário e gratuito ao aprendizado dos fundamentos da música e instrumentos musicais, bem como o desenvolvimento da expressão corporal, através da dança e do teatro. “Como acontece no contra turno das aulas, o MAI acaba tirando muitas crianças e adolescentes da ociosidade e até mesmo da rua”, aponta a titular da pasta.

Antes da assinatura, a Prefeitura realizou uma licitação pública, a fim de contratar uma instituição para gerenciar o projeto MAI no município. O contrato terá a duração de um ano, prorrogável por até quatro vezes, conforme a legislação vigente. 

Por Andressa de Bem e Canto

Postar um comentário

0 Comentários