ANUNCIE AQUI


Dia Municipal de Sensibilização sobre a Fibromialgia é celebrado em Cachoeirinha em 12 de maio



Este é o mês do Maio Roxo, que chama atenção para pessoas que vivem com doenças inflamatórias.



Nesta quinta-feira, 12 de maio, é celebrado em Cachoeirinha o Dia Municipal de Sensibilização sobre a Fibromialgia. O município instituiu a data através da Lei N° 4.443/2018, de autoria do então vereador Cristian Wasem, atual prefeito. A Lei propõe que sejam realizadas ações de informações à população acerca da fibromialgia, podendo ser firmada parceria com a rede de saúde pública do município, bem como com pessoas e entidades interessadas. Também de autoria de Wasem, a Lei Municipal N° 4509/2019 concede atendimento prioritário e vagas de estacionamento preferenciais às pessoas com fibromialgia.


Este é o mês do Maio Roxo, que chama atenção para pessoas que vivem com doenças inflamatórias, tais como doença inflamatória intestinal, espondilite anquilosante, fibromialgia, lúpus eritematoso sistêmico, além de ser o mês pan-americano de conscientização das doenças reumáticas. De acordo com informações do Ministério da Saúde, as doenças que são alvo de alerta do Maio Roxo são doenças que trazem grande impacto socioeconômico para o usuário e para o Sistema Único de Saúde (SUS), pois tratam-se, em sua maioria, de doenças imunomediadas, incuráveis e quando não são diagnosticadas precocemente e seu tratamento não é realizado no tempo certo, passam a ter um alto poder de progressão para perda de mobilidade e desenvolvimento de deficiências.

Em nível nacional, os pacientes de fibromialgia sequer contam com um protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para tratamento da doença no SUS. Situações como essas permeiam a jornada dos pacientes que têm sua doença conscientizada durante o Maio Roxo. Já em Cachoeirinha, existe uma atenção por parte do poder público para os pacientes com fibromialgia, bem como uma organização por parte de pessoas que tem a doença. Conforme a presidente do grupo Gente de Fibro, Karen Prestes, “o município, através do então vereador e agora prefeito Cristian, vem trabalhando fortemente, nos últimos quatro anos, para melhorar o atendimento aos fibromiálgicos”.

A mobilização municipal em razão da causa viabilizou inclusive a instalação, na Faculdade Cesuca, de um equipamento de ultralaser, desenvolvido pela USP, pioneiro no tratamento da doença, para atender os pacientes. Para ter acesso ao tratamento é necessário entrar em contato com o grupo Gente de Fibro, através do WhatsApp 51-9351-7428 ou 8547-9952, que é feito o encaminhamento.

Por Andressa de Bem e Canto/PMC




Postar um comentário

0 Comentários