ANUNCIE AQUI


Ambiental Metrosul reforça a importância da troca dos hidrômetros vencidos para evitar o corte



Usuários que não responderam a notificação enviada pela Corsan poderão ter o abastecimento de água suspenso a partir desta quinta-feira



Mais de 27 mil hidrômetros com tempo de uso superior a cinco anos ainda precisam ser substituídos na Região Metropolitana de Porto Alegre. A determinação é do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro, que atesta ser esse o período de validade para o bom funcionamento do aparelho. 


As residências que seguem com os equipamentos impróprios mesmo após as pelo menos duas tentativas de troca, e que contrariam as resoluções 467/2018 da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul – Agergs e 003/2021 da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento do Rio Grande do Sul – Agesan, estão sujeitas à suspensão do abastecimento de água.

Os usuários que receberam a notificação da Corsan há 30 dias e não se manifestaram nesse prazo poderão ter o corte efetivado já a partir desta quinta-feira (12). Se isso ocorrer, devem buscar os canais de atendimento da Companhia para agendar a troca do HD e então solicitar o restabelecimento do serviço.

O Coordenador de Hidrometria da Ambiental Metrosul, Matheus Reato, destaca que as equipes seguem realizando, gratuitamente, a troca dos hidrômetros antigos por equipamentos mais modernos nos nove municípios atendidos pela Metrosul. “Todos os profissionais estão identificados e com a ordem para a execução dos serviços. Qualquer dúvida ou informação, o usuário deve contatar a Corsan em seus canais digitais de atendimento ou no telefone 0800 646.6444”, reforça. Mais de 182 mil HDs já foram trocados pela empresa desde dezembro de 2020.


A AMBIENTAL METROSUL

Considerada a maior PPP de saneamento do país, a Ambiental Metrosul, parceira da Corsan, foi constituída para fazer a coleta, tratamento e disposição final dos esgotos de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão, trazendo mais saúde e qualidade de vida a uma população estimada em 1,7 milhão de pessoas.

Via Ascom - foto: divulgação






Postar um comentário

0 Comentários