ANUNCIE AQUI


Ambiental Metrosul conclui um terço da obra de saneamento que vai beneficiar 75 mil canoenses




Dez dos trinta quilômetros de rede coletora previstos já foram implantados no Harmonia


Entre as intervenções realizadas em três meses de trabalhos está, também, a instalação de mil ramais de ligação de esgoto e terminais de inspeção e limpeza, essenciais à conexão das 4,5 mil residências que serão atendidas com a construção dos 30 quilômetros de rede de esgotamento sanitário na região. Com investimentos de R$ 29,8 milhões, a previsão é de que as obras sejam concluídas até janeiro de 2022, quando também serão entregues as duas estações de bombeamento que estão sendo construídas no bairro para atender essa nova demanda de coleta de esgoto.


Essa é a primeira obra do plano de expansão do tratamento de esgoto em Canoas, antecipada em uma ação conjunta da parceria público-privada a fim de possibilitar, ainda no primeiro ano de atuação, melhores condições de saneamento, proporcionando mais saúde e qualidade de vida aos canoenses, preservação do meio ambiente e desenvolvimento para o município. Com a antecipação, o equivalente a 1.014 piscinas olímpicas de esgoto deixarão de ser despejadas sem tratamento no meio ambiente por ano.

Além dos benefícios à população, a obra de ampliação do sistema também representa em um significativo impacto ambiental à cidade, pois contribui diretamente com a despoluição da Vala da Curitiba. Hoje, o esgoto doméstico gerado no bairro segue direto à vala pelas galerias de águas pluviais. A nova rede coletora reduzirá consideravelmente a emissão dos resíduos para o local já que o esgoto dessas residências será direcionado à estação Mato Grande para o tratamento, beneficiando 75 mil moradores da região.

Com o avanço das obras, a Metrosul também intensifica suas frentes de trabalho, sendo que, atualmente, oito equipes atuam no bairro. Os serviços estão concentrados nas ruas São João Batista, Negrinho Santos, Clóvis Bevillaqua, Engº Kindler, Santo Antônio dos Pobres, José Veríssimo, Paulo Loretto Lopes e Avenida Rio dos Sinos. Nesse sentido, para minimizar possíveis incômodos, a empresa segue atuando com comunicados sobre as intervenções junto à população e ressalta, ainda, que mesmo sendo um transtorno temporário a uma parcela dos moradores, os benefícios proporcionados após a obra serão permanentes a toda população.

Via Ascom - Fotos: divulgação







Postar um comentário

0 Comentários