ANUNCIE AQUI


Gravataí sediou encontro estadual do MDB Mulher





Com capital político de 8 prefeitas, 11 vices e 200 vereadoras, a meta do MDB Mulher do Rio Grande do Sul é de ampliar a representação a partir das eleições de 2020. Esse foi o recado do Encontro Estadual Conexão Mulher, realizado neste sábado, 9 de novembro, nas dependências do Paladino Tênis Clube em Gravataí.

O caminho para alcançar o objetivo será oferecer conteúdo e qualificação para as emedebistas. Essa foi a indicação de pesquisa realizada pelo Instituto Pesquisas de Opinião (IPO). Segundo o estudo, 50% das mulheres do MDB afirmaram conhecer os cursos ofertados pelo partido e pela Fundação Ulysses Guimarães (FUG) e, aquelas que participaram de algum deles, se disseram muito satisfeitas com o resultado.

Em 11 anos, a FUG formou 300 mil alunos em todo o Brasil. Em 2019, o MDB-RS promoveu a série de seminários "O Brasil que saiu das urnas", que terá duas novas edições em Alegrete e São Leopoldo no mês de novembro, além de percorrer o estado com palestras sobre direito eleitoral e prestação de contas.

A presidente do MDB Mulher RS, Patrícia Alba, 1ª suplente da bancada do partido na Assembleia Legislativa, aposta que a combinação de conteúdo e sensibilidade seja a resposta para a construção de candidaturas fortes e competitivas. “O resultado da pesquisa demonstrou o interesse das mulheres em participarem da política e de buscarem mais conhecimento. A partir disso iremos pautar nossas ações futuras”, garantiu Patrícia, que já organiza uma série de encontros regionais e cursos de formação por todas as regiões do estado.

A cientista política, Elis Radmann, responsável pela pesquisa e presente ao Conexão Mulher, afirmou que para fazer a diferença, as mulheres precisam reverter suas atividades em mobilização e ações de cidadania. “O entendimento da realidade assusta, mas somente ele nos dá força para encararmos os desafios. Temos que estar preparadas”, defendeu Elis.

A análise da IPO ainda apontou que 88,9% das emedebistas apoiam a ideia de que o lugar da mulher é na política. A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 23 de setembro e ouviu um total de 100 emedebistas de diversas localidades.

Dos 262 mil filiados ao MDB-RS, 113 mil são mulheres, o que representa 43% do total.



Laboratório de ideias

O presidente do MDB-RS, deputado Alceu Moreira, marcou presença no encontro e avaliou o trabalho das emedebistas como meticuloso. “As mulheres estão fazendo um laboratório de ideias e buscando soluções conjuntas para a sociedade”, enalteceu Alceu. Mais uma vez, o líder do MDB gaúcho sustentou que o partido precisa se fortalecer como alternativa de centro. “O Brasil requer uma ferramenta mediadora para sair da atual situação. O MDB está no centro e é essa ferramenta”, opinou Alceu.

O deputado Sebastião Melo evidenciou a atuação do núcleo feminino. “A presidente Patrícia deu uma nova lógica para a gestão. É necessário construir em coletivo, somente assim surgirão potenciais candidaturas de mulheres para concorrer a prefeita, a vice-prefeita e vereadora”, disse Melo. E arrematou: “Vivemos um grande questionamento sobre a democracia representativa, por isso é preciso dar um passo adiante na busca de soluções possíveis, verdadeiras e inovadoras”.

Chico Donato, secretário-executivo da FUG nacional, reforçou a atuação da instituição ao lado do MDB. "A fundação é uma colaboradora, uma ferramenta importante do partido que está presente em todos os estados”, enfatizou Chico.

Espaço para qualificação

Os jornalistas Cléber Bevengnú e Soraia Hanna, da Critério, contribuíram para o espaço de qualificação do Encontro Estadual Conexão Mulher.

Cléber Bevengnú, ex-chefe da Casa Civil do Governo Sartori, foi responsável pela palestra "Depois de Lula e Bolsonaro - o que mudou e o que não mudou”. Ele destacou o papel de Ulysses Guimarães e do MDB no processo relevante do equilíbrio democrático. Tratou sobre a importância de se ter posicionamento e conexão com as pessoas e sobre a reestruturação das formas de se comunicar. A palestra teve mediação do prefeito Marco Alba.

Com a temática "Reputação não vem de graça", Soraia Hanna falou sobre a importância da construção e da manutenção de uma imagem real e que corresponda às necessidades do meio político. Ao longo de sua explanação, justificou a posição com premissas que relacionam os tipos de reputação.

Ao ser questionada sobre a reputação do MDB, declarou: “O movimento de mudanças afetou a reputação de vários partidos. A mudança passa por vocês, na escolha de pessoas sérias e motivadas".

Presenças

O Conexão Mulher que teve como anfitriã a presidente do MDB-RS, Patrícia Alba, contou com a participação do presidente do MDB-RS, deputado federal Alceu Moreira, o deputado estadual Sebastião Melo, o secretário-executiva do FUG nacional, Chico Donato, a presidente do MDB de Gravataí, Sônia Oliveira, e do prefeito Marco Alba. Também marcaram presença o vice-presidente da JMDB, Alberto Flores e a diretora da FUG/RS, Evelize Fabricio, entre outras lideranças. 


Foto: Galileu Oldenburg 


Postar um comentário

0 Comentários