ANUNCIE AQUI


CCR ViaSul apresenta projeto das alças de acesso à Freeway







Obra junto à Papa permitirá acesso a todos os sentidos da via. Serão investidos em torno de R$ 4 milhões na construção que deve estar concluída em 2020


Em reunião na manhã desta quarta-feira foi apresentado oficialmente o projeto da CCR ViaSul para a construção das alças de acesso de Cachoeirinha para a Freeway permitindo o acesso à rodovia em todos os sentidos.

“Após a análise e discussão técnica, ficou estabelecido que será implantado o sistema denominado diamante. Ele complementa os acessos através de alças ligadas à estrutura da ponte que já está pronta. Este é o indicado para o local e volume de veículos que devem circular neste trecho”, explicou o engenheiro Elvio Torres. 

O projeto, com custo estimado de R$ 4 milhões, segue para aprovação da ANTT para que depois seja autorizada a abertura de licitação. A previsão é de que a obra fique pronta no ano que vem. O prefeito Miki Breier lembra que o acesso da cidade à rodovia é uma luta de muitos anos. “O acesso desafoga o trânsito em Cachoeirinha, uma vez que a nossa avenida é a segunda em volume de tráfego no Estado. Esta é uma luta de 20 anos que envolve muitas gestões e os esforços de muitos de nós. Esta obra é boa para a cidade e para a região”. O vice-prefeito Maurício Medeiros reafirmou que a Prefeitura tem grande interesse na conclusão dos acessos e está disponível para acompanhar e garantir agilidade na tramitação das licenças e processos que dependam do Poder Público municipal.

Cleber Soares, presidente da Associação Comercial de Cachoeirinha (ACC), destacou que a cidade avançou quando conseguiu garantir no edital as obras que melhoraram a mobilidade. “Quando a comunidade se uniu, conseguiu contemplar todas as suas necessidades. Com certeza, são obras que vão, não apenas trazer melhorarias para a nossa cidade, mas possibilitarão que toda a nossa região cresça”. Além da obra no viaduto no final da Papa João XXIII em Cachoeirinha a cidade também deve ser beneficiada com a mudança do local da praça de pedágio e a construção de outro ponto de entrada para Gravataí, próximo ao km 80 da rodovia.

Por Gisele Ortolan/Foto: Fernando Planella


Postar um comentário

0 Comentários