ANUNCIE AQUI


CACHOEIRINHA | Controle do mosquito Aedes Aegypti exige participação de todos





Descartar fontes de água parada em todas as residências, estabelecimentos comerciais e terrenos baldios é fundamental para evitar a proliferação do Aedes Aegypti.




Conforme o Setor de Combate a Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, atualmente há uma intensa proliferação de mosquitos em todas as cidades. Embora esse fenômeno seja percebido de modo mais acentuado neste ano, ele ocorre sempre nesta época, graças a uma série de fatores favoráveis a reprodução de todas espécies de mosquito. E neste verão, especialmente, houve uma combinação de chuvas e calor. Agora os mosquitos estão na fase adulta.

Em caso de manifestação da Dengue, transmitida pelo Aedes Aegypti, o protocolo recomenda a aplicação de inseticida na comunidade, conhecida como fumacê. “A pulverização só é feita próximo a residências de pessoas cujos casos são suspeitos ou confirmados de Dengue, pois o inseticida só deve ser aplicado para matar possíveis mosquitos contaminados. O controle permanente de insetos e outros animais nocivos é garantido com a higiene e a organização de todas as residências, comércios e terrenos baldios”, esclareceu o secretário da pasta, Paulo Abrão.


Porto Alegre contabiliza um total de 208 casos de Dengue neste ano, sendo 198 contraídos na cidade (autóctones) e dez importados. Já Cachoeirinha registrou um caso autóctone recentemente, no bairro Jardim América, onde já foi feito o bloqueio com a aplicação de inseticida e rastreamento pela equipe de agentes de Combate a Endemias. “Estamos organizando uma força-tarefa, mobilizando segmentos da sociedade, de todas as secretarias da Prefeitura e órgãos públicos e privados. O objetivo é fazer com que todos entendam, de forma consciente, e não por lei, que há uma necessidade de cada um fazer a sua parte verdadeiramente. Nessa ideia de combater o mosquito de forma organizada, todos estão convidados a participar”, explicou o coordenador da Vigilância em Saúde, Gelson Braga.

Se houver alguma informação sobre terrenos baldios ou residências onde há água parada sem manutenção, como piscinas descobertas por exemplo, a população pode fazer a denúncia através da Ouvidoria Municipal, neste link: http://bit.ly/30t6HPH 


Por Vanessa Martins - Foto: divulgação 


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Sério isso?? Com 7 agentes de endemias.. somente na cidade.. isso era questão de tempo.. .

    ResponderExcluir