ANUNCIE AQUI


Estrada Iluminada | Tristezas



Nós que habitamos planetas da categoria da Terra, os quais são denominados de provas e expiações, temos conhecimento através de estudos contidos nos livros mais antigos, que em determinados momentos da vida vamos nos deparar com situações de tristezas, afinal o mal é uma característica desse tipo de planeta!


Uns terão mais tristezas que outros pois depende de vários fatores, e um deles é o comprometimento que teve durante vidas passadas, já que na espiritualidade antes de reencarnarmos programamos acontecimentos em nossa vida com base no livro arbítrio.

Ao adentrarmos nesta existência por ocasião do nascimento, somos compelidos em determinado momento a conhecer alguma religião, nos possibilitando despertar a fé, que proporcionará estarmos preparados para acontecimentos infelizes que virão certamente. Claro que algumas crenças são mais esclarecedoras e consoladoras que outras, e professar uma delas ficará a nosso critério.

Temos uma ferramenta fundamental que é possuir em nossa consciência a Lei Divina. Portanto jamais poderemos negar que agimos equivocadamente sem saber, pois temos a capacidade de escolher atitudes boas para assim conseguirmos evoluir na direção do Pai, embora seja comum tomarmos o caminho do equívoco, pois este é o mais simples. Lembram da “porta estreita e a larga”?

O dinheiro, o poder, a posição social que normalmente vem acompanhado da chaga que causa a desgraça que é o orgulho, faz com que lembremos da religião apenas como ostentação social, e se damos esmolas, o que é necessário pois Jesus muito falou, damos ostensivamente para que todos vejam, e estando na abastança e deixando o orgulho fluir livremente, vamos certamente exaltar nosso poderio e assim facilitar acontecimentos tristes em nossa vida, o que ao contrário acontece com quem vive na humildade mesmo possuindo “rios de dinheiro”, pois certamente enfrentará tristezas também, mas suas provas serão mais brandas, e por ter humildade com certeza tem um maior esclarecimento espiritual dos desígnios de Deus.

Cada um sabe onde está o erro de suas atitudes. Sabe do bem que deixou de realizar, pois não basta evitar a prática do mal e sim necessário praticar algo de bom, e no momento que a tristeza invade nosso lar, seja lá por qualquer motivo, aflora a avaliação de como estamos conduzindo nossa vida e orientando nossos filhos. Se de fato estamos dando bom exemplo! Nenhum sofrimento é fruto do acaso, pois do contrário não seria Deus Justo. Avaliemos nossos atos e atitudes perante o mundo e vamos achar os motivos para as aflições e tristezas.

Força a todos!

Por Nilton Moreira - publicado em 08 de julho de 2022



Postar um comentário

0 Comentários