ANUNCIE AQUI


Oftalmologistas promovem 24 horas pelo glaucoma neste sábado (21)




Evento online e gratuito alerta para os perigos da doença acontece neste sábado, 21 de maio.


No Brasil, mais de 1 milhão de pessoas sofrem de glaucoma, sendo que quase a metade desconhece sua condição por ser um transtorno de evolução silenciosa, sem dor ou incômodo na fase inicial. A boa notícia para quem sofre com a doença é que, mesmo sem cura, ela pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. Segundo o médico oftalmologista e professor da Ulbra, Cesar Silveira, “quanto mais cedo for o diagnóstico, maiores serão as chances de evitar a perda da visão”. Para conscientizar a população, o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e a Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) promovem uma mobilização no próximo dia 21 de maio (sábado), das 9 às 17 horas, nas redes oficiais do CBO.

Silveira explica que glaucoma é uma lesão que ocorre no olho a partir do campo de visão periférico para o campo central, até evoluir para uma espécie de visão tubular, como se a pessoa olhasse dentro de uma fechadura ou tubo estreito, “assim a pessoa começa a apresentar dificuldade para se localizar, caminhar, dirigir, perceber objetos ao redor”, detalha. De acordo com o médico, essas dificuldades, com frequência, levam a acidentes e quedas.

Conforme o último estudo sobre prevalência da doença realizado no sul do Brasil pelo Projeto Glaucoma, em 2007, quase 90% dos participantes com glaucoma não tinham a doença diagnosticada antes do estudo. Por isso, a enfermidade demanda atenção, uma vez que não manifesta sintomas e pode causar perda visual irreversível. Assim, destacando a importância do dia nacional de mobilização, Silveira adverte que muitas pessoas procuram atendimento somente quando a lesão do nervo óptico já é irreversível. “Por isso reforçamos a necessidade de acompanhamento periódico com oftalmologista, para que se faça a medida da pressão ocular e quando necessário, exames complementares”, finaliza.


Para participar e conhecer mais sobre a doença que deverá afetar 111,8 milhões de pessoas até 2040, basta acessar o portal https://24hpeloglaucoma.com.br 

Por Carmen Carlet/Ascom
Foto: Prefeitura de Três Barras/SC - divulgação



Postar um comentário

0 Comentários