ANUNCIE AQUI


CACHOEIRINHA: CPFL Transmissão fará investimento de R$ 110 milhões na construção de nova subestação




Obras começam nesta quarta-feira, 23, e marcam a primeira obra sobre gestão da CPFL Transmissão após assumir a gestão da antiga CEEE-T


Nesta quarta-feira, 23, começa a construção da Subestação Cachoeirinha 3, marcando o início dos investimentos da CPFL Transmissão após ter assumido, em outubro do ano passado, o controle da Companhia Estadual de Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-T), que foi a leilão em julho.


Nesse empreendimento serão investidos R$ 110 milhões. O montante faz parte do valor de R$ 1,5 bilhão em investimentos previstos para os próximos cinco anos e serão destinados a novas obras e também a melhorias e ampliação da rede.

A nova subestação ficará no bairro Águas Mortas, em Cachoeirinha, em uma área de 50 mil m², dos quais 15 mil m² de área construída. A SE terá três bancos transformadores monofásicos, totalizando nove equipamentos e uma fase reserva. A capacidade total de transformação será 495 MVA.

Cerca de 700 mil clientes de Cachoeirinha, Canoas, Gravataí e outras cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre serão diretamente beneficiados. A previsão é de que as obras sejam concluídas em maio de 2023. Até lá, a construção deverá gerar cerca de 530 empregos diretos e indiretos.

“A construção da subestação Cachoeirinha 3 está entre os projetos que serão realizados em 2022, dentro de um robusto plano de investimentos previsto para os próximos cinco anos, contemplando todas as regiões do estado e reforçando a capacidade do sistema elétrico nacional”, comenta André Gomes, presidente da CPFL Transmissão.

O executivo também destaca que o objetivo é ampliar os ativos que já estão em funcionamento e a execução de novos empreendimentos. “Trabalharemos com foco na ampliação e na melhoria da estrutura já existente, oriunda da CEEE-T, além da expansão dos ativos, com novos negócios, seguros e eficientes, colaborando com o desenvolvimento do estado e construindo relações de confiança com a comunidade”, finaliza Gomes.

A CPFL Transmissão chegou ao Rio Grande do Sul em outubro de 2021, após vencer o leilão de privatização da CEEE Transmissão, realizado em julho do mesmo ano. A operação da empresa corresponde a aproximadamente 60% do serviço de transmissão no estado. A aquisição da estatal fomentou ainda mais a diversidade de negócios do Grupo CPFL, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, com negócios voltados aos segmentos de transmissão, distribuição, geração e comercialização de energia elétrica e serviços.

Via Ascom - fotos: Divulgação: CEEE-T/CPFL Transmissão 












Postar um comentário

0 Comentários