ANUNCIE AQUI


Protagonista | Deixe ir


Por Clara Nelly 
17 de novembro de 2021


Quando os desencontros estão acontecendo constantemente, e já não há mais o interesse do outro em permanecer, é preciso deixar ir.

Quando a insistência é só de um lado e nada mais há para reivindicar, é preciso deixar ir.

Quando as afinidades escorregam por entre os dedos, e as emoções já não pulsam mais na mesma frequência, é preciso deixar ir.

Quando a espontaneidade vira pisar em ovos, e a risada não sai mais fácil como um dia saiu, é hora de deixar ir.

Quando a admiração foi perdida, e não há uma faísca para que volte a ser o que foi um dia, é hora de deixar ir.

Existem situações, seja de amizades, amores, negócios, estudos, etc, que se os envolvidos não estiverem caminhando no mesmo compasso, não vale a pena permanecer, é preciso se retirar.

Nada é capaz de compensar o desgaste e decepção causados, por forçar uma situação que não nos cabe mais.

Esta insistência no que não é para nós, é um abismo psicológico terrível.

Romper este desgaste e deixar ir, aceitar que os ciclos se encerram, é a maneira mais nobre e eficaz de se viver bem e alcançar a plenitude. Afinal, mendigar afeto é viver atormentado e afogado em inseguranças.

Solte esta corrente que te prende, se livre disso, pois só assim verás a leveza de uma vida sem amarras.

A independência emocional é libertadora, se você não a possui ou tem alguma dificuldade, busque ajuda e seja feliz.

Porque por mais que não se queira, é preciso soltar a mão e deixar ir.







Postar um comentário

0 Comentários