ANUNCIE AQUI


Por 8 votos a 7, vereadores de Taquara barram o ensino da cultura gaúcha nas escolas do município



Projeto foi vetado na sessão legislativa desta terça-feira (09)


O projeto que incluía o ensino da cultura gaúcha na grade curricular das escolas municipais de Taquara foi rejeitado. Ele foi apresentado pela vereadora Magali Silva (PTB).

O projeto apresentado pela vereadora Magali, iria fazer com que as escolas desenvolvessem oficinas, rodas de conversação, mostras, tertúlias gaúchas, entre outras atividades que possibilitariam aos alunos aprofundar seus conhecimentos sobre as manifestações artísticas, culturais e intelectuais, fazendo assim renascer os hábitos, costumes, danças, culinárias e indumentárias gauchescas.

Na justificativa do projeto, Magali cita que "o tradicionalismo possui entre suas bases o folclore, a arte, o esporte e a recreação, entre outros ramos do saber que intermedeiam o alcance dos fins tradicionalistas. O tradicionalismo, além de rememorar fatos históricos importantíssimos, visa a construção de um futuro glorioso, embasado no que há de mais belo no nosso Rio Grande do Sul, na nossa história e nossas tradições. A iniciativa de estimular o ensino da cultura do nosso Estado na rede municipal de ensino de Taquara com certeza provocará inúmeras mudanças positivas no comportamento dos jovens alunos taquarenses. Assim, as crianças e os adolescentes terão seus hábitos, seus valores e suas reações emocionais permeados pela cultura do Rio Grande do Sul."


Projeto com parecer contrário

Ao ser analisado na Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final (CLJR), o projeto da vereadora Magali recebeu parecer contrário, sendo declarado como inconstitucional, conforme a Orientação Técnica da consultoria IGAM nº 26.929/2021, que não admite o exercício de iniciativa legislativa por parte de um vereador.

Projeto semelhante já foi aprovado em outras cidades

Em Cachoeirinha, um Projeto de Lei Legislativo quase idêntico, proposto pelo vereador Mano do Parque (PSL), foi aprovado com 14 votos em outubro. Com parecer favorável da respectiva comissão legislativa. 

Nas cidades de Dom Pedrito, Farroupilha e Restinga Sêca projetos semelhantes de origem legislativa também foram aprovados nas últimas semanas.

O repórter Giovani Grizotti da RBS TV, lamentou que o projeto não foi aprovado em sua página no Facebook, que tem quase 400 mil seguidores.


Como foi a votação

Abaixo segue a lista dos votos dos vereadores:


Favoráveis ao projeto:


Magali Silva (PTB)

Telmo Vieira (PTB)

Jaimara Ribeiro (PTB)

Lissandro Neni (PTB)

Armando Schneider (PSDB)

Sandro Montemezzo (PSD)

Everton (PP)


Contrários ao projeto:

Beto Lemos (PSB)

Carmem Fontoura (PSB)

Júnior Eltz (PSB)

Marcelo Maciel (DEM)

Adalberto Soares (PP)

Jorginho (PP)

Dodoô Mello (PSD)

Elias da Enfermagem (Republicanos) 

Por Info do Vale Notícias - foto/ilustração:  Maíra Azevedo/Prefeitura de Farroupilha 



Postar um comentário

0 Comentários