ANUNCIE AQUI


PROTAGONISTA | Vaidade




A vaidade é uma característica que possui duas vertentes.



Existe a vaidade do autocuidado, que é necessária a todos nós e que quando alicerçada ao amor próprio, em dose certa, ela nos impulsiona a sermos melhores, a nos transformar, buscando bem-estar e alegria.

Porém existe a vaidade desacerbada, que torna o indivíduo fútil, onde as pessoas sentem um amor exagerado em relação a si mesmas, vivendo em mundo paralelo, que a pretensão é sempre estar demonstrando sucesso, poder, beleza, mas que na verdade, atrás desse mundo fantasioso, o esforço é para que se esconda as frustrações, desconfianças e inseguranças.

A vaidade como característica de se querer bem, de se cuidar, de olhar para si mesmo, denominamos autoestima, que é de extrema importância para nortear nossas ações. Mas, caso se transforme em algo doentio, de cuidado somente externo, idolatria corpórea, procedimentos desnecessários, numa busca que nunca traz satisfação, é necessário buscar ajuda, pois esta pessoa não está bem.

A vaidade que está diretamente ligada à soberba, superioridade e arrogância, mesmo muitas vezes não estando tão latente aos olhos assim, cedo ou tarde irá virar degrau de tropeço para qualquer pessoa, mesmo que aparentemente ela esteja em ascensão.

E esta insegurança e busca por aprovação, do famoso “o que vão pensar de mim?”, está muito mais ligado ao que eu realmente penso do meu eu internamente, do que o pensamento dos outros ao meu respeito.

No dicionário, tendo em vista que a palavra da moda é ostentação, ela é citada como um dos sinônimos de vaidade. Assim como vanglória, presunção, desejo desacerbado de merecer a admiração dos outros e por aí vai.

Que esclareçamos algo muito importante dentro de nós:

É importante termos autoestima, autocuidado, até por uma questão de saúde e sobrevivência, mas jamais alimente a vaidade da ostentação dentro de você.

CUIDE-SE!


Por Clara Nelly
29 de setembro de 2021 




Postar um comentário

0 Comentários