ANUNCIE AQUI


Cachoeirinha celebra campanha Quebrando o Silêncio com carreata



Ação visa combater atos de violência doméstica e reforçar a necessidade divulgação dos canais de proteção, Disque 100 e Disque 180


No próximo sábado, 28 de agosto, o município de Cachoeirinha celebra o Dia da Campanha Quebrando o Silêncio com uma carreata. A ação tem como objetivo conscientizar, educar e prevenir a população sobre o combate à violência doméstica. O início da mobilização será em frente a Igreja Adventista do Sétimo Dia (rua Antônio Bastos, 251) às 15 horas. A carreata atenderá todas as medidas sanitárias e de distanciamento. Vai percorrer várias ruas e avenidas do município, finalizando o itinerário na avenida Brambila, em frente ao número 289.

Este é o segundo ano que o evento é realizado. Nos anos anteriores a Campanha contava com uma caminhada. A opção pela carreata veio no ano passado em função da pandemia, participaram do evento aproximadamente 50 carros.
Segundo os organizadores, desta forma as famílias podem participar da ação com mais segurança.

O Quebrando Silêncio deste ano tem como tema o feminicídio. A atividade é uma iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, promovida desde 2002 em oito países da América do Sul.
Anualmente, a entidade realiza ações de conscientização social para reforçar a importância da denúncia para combater os atos de abuso e as agressões.

Além da carreata, os organizadores percorrem as instituições do município, comércios, indústrias e escolas divulgando o projeto através de revista - Socorro para a família e do gibi, indicado ao público infantil - O respeito não pode faltar (conteúdos podem ser acessados atraves do link: https://downloads.adventistas.org/pt/ministerio-da-mulher/materiais-de-divulgacao/cartaz-quebrando-o-silencio-2021).
Além disso, os organizadores trabalham na divulgação dos canais de proteção como o Disque 100 (Direitos Humanos) e o Disque 180 (Central de Atendimento à Mulher).
“Na última semana, acompanhada pelo vereador Cristian Wasem, estivemos reunidos com o secretário da Educação, Claudio Pinheiro. Na ocasião reforçamos a necessidade de discutirmos o tema da violência em sala de aula divulgando a Revista”, explicou a coordenadora do projeto Salete Soster.


CACHOEIRINHA

Em Cachoeirinha, o projeto ganhou ainda mais visibilidade após projeto do vereador Cristian Wasem (MDB), da Lei 4403 de 2018, que cria o Dia Municipal “Quebrando o Silêncio”, celebrado no quarto sábado do mês de agosto.
“O evento é muito importante, sobretudo neste momento, quando a Violência Doméstica, principalmente contra a mulher, registra um significativo número de registros de ocorrência” explicou o vereador.
Conforme dados da Secretaria de Segurança, o Estado do RS acumulou o número de 18.201 casos de violência contra mulher em 2021 (dados de janeiro a julho deste ano). Os casos registrados são de todos os tipos de crime, feminicídio, estupro, maus tratos, lesões corporais, invasão de domicílio, calúnia, difamação e danos morais e patrimoniais.
A ação tem papel importante na sociedade. “Contribui para o resgate do amor e do respeito ao próximo”, finalizou o vereador Cristian.
Conheça mais detalhes do projeto no site ww.quebrandoosilencio.org.br.


MAIS LEIS DE PROTEÇÃO A VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA


De encontro às iniciativas de proteção aos direitos humanos e da divulgação dos canais de proteção, o vereador Cristian Wasem é autor da Lei 4489/19 que determina a divulgação da Central de Atendimento à Mulher (Disque 180) e do Serviço de Denúncia de Violações aos Direitos Humanos (Disque 100). A divulgação deve ser feita em estabelecimentos comerciais como hotéis, pousadas, bares, restaurantes, salões de belezas, academia de ginástica e outros.


Por Carolina Candido/Ascom
Foto: Delmar Costa/Divulgação



Postar um comentário

0 Comentários