ANUNCIE AQUI


Zaffalon acompanha a retomada das aulas presenciais na rede municipal de Gravataí


Foram retomadas as aulas na rede pública municipal para os alunos da educação infantil, 1º e 2º anos do ensino fundamental


A terça-feira, 4, foi marcada pela retomada das aulas na rede pública municipal para os alunos da educação infantil e dos dois primeiros anos do ensino fundamental. Para sentir a expectativa de alunos, pais, professores e funcionários das escolas, o prefeito Luiz Zaffalon, acompanhado da secretária da Educação, Sonia Oliveira, presenciou a chegada dos pequenos na Escola de Educação Infantil (Emei) Favo de Mel. "Com essa retomada, gradual e segura, estamos buscando minimizar os efeitos causados, não só no aprendizado, como também no psicológico", disse Zaffa.


Na entrada, ele pôde auxiliar o pequeno João Pedro Bernardes, de 4 anos, a trocar os tênis. A substituição dos calçados, assim como a verificação da temperatura e o uso de máscara e álcool em gel, são alguns dos passos obrigatórios para a entrada no espaço escolar.


A mãe do menino João, Eliara Bernardes, lembra que a escolha de voltar para aula presencial foi feita pela família, em respeito à vontade da criança. "Temos condições de ficar com o João Pedro em casa, mas ele queria muito retornar, estava ansioso. Então, com todo o cuidado, resolvemos que ele deveria retornar", explicou ela.


Ao ver os alunos felizes entrando em suas salas de aula, o prefeito Zaffa lembrou que, muitas vezes, sem escola, algumas crianças estavam sendo cuidadas em situações precárias, no que diz respeito aos cuidados com a disseminação do vírus. "Tendo que ir trabalhar e sem ter a escola aberta, os pais acabavam por buscar alternativas, muitas vezes, mais insalubres para as crianças, onde, em uma casa, cerca de 10 a 15 crianças, ficavam aglomeradas. Agora, com as escolas abertas, isso deve acabar", destacou.


Sobre a situação dos professores e profissionais da educação como um todo, o prefeito reafirmou a sua posição de ter essa classe profissional vacinada com urgência e prioridade. "Estamos lutando pela vacina, porém, neste momento, pedimos a empatia dos professores, já que tantas profissões também estão se expondo, por terem atividades cruciais para a sociedade", finalizou.


Rotinas modificadas


A diretora da Emei Favo de Mel, Marinez Andrade, disse que a expectativa é receber 23 alunos, com idades entre 3 e 6 anos, ou seja, a metade das crianças matriculadas. Ela explicou que este momento foi muito esperado e planejado. "Estamos realizando todas as ações com todo o cuidado, esperançosos, de que seremos vacinados, em breve, e de que o nosso trabalho é fundamental para o desenvolvimento das nossas crianças. Estávamos com saudades dessa convivência", revelou Marinez.


O retorno para os alunos do 3º, 4º e 5º anos e Ensino de Jovens e Adultos (EJA), etapas iniciais, está marcado para o dia 10 de maio. Os alunos dos anos finais do ensino fundamental e do EJA, etapas finais, retornarão no dia 17. De acordo com a Smed, o retorno às aulas presenciais não é obrigatório.


A secretária municipal da Educação, Sonia Oliveira, citou que “a Smed está trabalhando para que o retorno se dê da forma mais segura possível para toda a comunidade escolar. É preciso um esforço de todos para que possamos manter as nossas escolas abertas”.




Texto: Paloma Vargas/PMG - Foto: Douglas Rosa/PMG - Edição: Tiemi Sá 





Postar um comentário

0 Comentários