ANUNCIE AQUI


55 ANOS DE CACHOEIRINHA | A historiadora que é apaixonada pela cidade

 


A historiadora Danieli dos Santos Brito Moreira, 31 anos, tem paixão e fascínio pela cidade. Ela sempre procurou saber mais sobre a história de Cachoeirinha, e a escassez de informações sobre os fatos marcantes da cidade foi o gatilho que a fez ir buscar informações sobre a origem da cidade e suas histórias, seja conversando com moradores antigos, seja indo até o Arquivo Público do Estado em Porto Alegre ou tentando garimpar fotos e documentos nas prefeituras de Cachoeirinha ou Gravataí.

A história de Danieli com Cachoeirinha inicia nos anos 60, quando sua mãe veio morar na cidade. "Minha mãe sempre contava como era lavar roupa na beira do rio e o dia a dia bem diferente do que temos hoje. Quando eu cursava a graduação em História começaram a demolir muitos prédios históricos no município, com isso, comecei a pesquisar mais, para convencer as pessoas da importância de preservar os bens enquanto sociedade", comenta Danieli.

Com o avanço do progresso na cidade, muitos prédios antigos deram lugar a novas construções, principalmente na Avenida Flores da Cunha, a principal via da cidade.

Um fato marcante citado pela historiadora é que na década de 1920, um Presidente da República visitou Cachoeirinha, que até então era território de Gravataí (Washington Luiz e sua comitiva, juntamente com o então governador Borges de Medeiros em visita à Granja Progresso do Major Alberto Bins).

Depois disso, ao longo dos anos, as pesquisas orais tem sido uma fonte muito valiosa nas pesquisas da historiadora. Ela teve a oportunidade de ouvir do próprio Ruy Teixeira, como foi a sua atuação política  durante o caminho para a emancipação do município. Ruy foi uma das várias pessoas que Danieli ouviu e segundo suas palavras, se sentiu muito honrada em o conhecer.

Danieli tem um perfil no Instagram onde divulga curiosidades sobre Cachoeirinha e História em geral, quem quiser seguir o perfil, bastar acessar o aplicativo e procurar por Historiando com a Dani, ou você pode clicar aqui.







Postar um comentário

0 Comentários