ANUNCIE AQUI


Polícia acaba com tele-entrega de drogas em Cachoeirinha e Gravataí


Na manhã desta quinta-feira (10), a Polícia Civil deflagrou a Operação Bart, no combate ao tráfico de drogas e crimes correlatos em Gravataí. A investigação iniciou no início desse ano e apurou que os suspeitos traficavam drogas mediante o sistema de tele-entrega.

Conforme o que foi apurado, os clientes efetuavam a compra por meio de aplicativo de troca de mensagens (WhatsApp) e encomendavam maconha ou cocaína. Foram representados por 12 mandados de busca e apreensão em Gravataí, Porto Alegre e Cachoeirinha, além de nove mandados de prisão preventiva, sendo que um deles já estava recolhido ao sistema prisional.

Cinco pessoas foram presas. Um dos alvos, preso em Gravataí, usava tornozeleira eletrônica. Em outra residência foram apreendidas duas plantas de maconha.

O nome da operação foi dado em razão do perfil do WhatsApp da chamada "conta comercial" da organização criminosa ter a gravura do Bart Simpson, assim como a droga também possuir a mesma gravura.

Ao longo da investigação, os policiais civis constataram, em telefones celulares apreendidos, imagens de drogas, embalagens, quantias em dinheiro, armas e balanças de precisão, entre outros objetos, que os criminosos exibiam em seus grupos.

A organização também enviava áudio aos "novos clientes", explicando como funcionava o esquema de atendimento, além do horário dos pedidos, da qualidade e preço dos entorpecentes.

A operação foi realizada pela Delegada Luciana Smith, da 2ª Delegacia de Polícia de Gravataí.




Por Jorge Felipe/Taís Haussen - Ascom PC/RS
Foto: divulgação/PC




Postar um comentário

0 Comentários