ANUNCIE AQUI


Leite quer que carros com até 40 anos paguem IPVA



Atualmente, carros com 20 anos de fabricação ficam isentos do tributo


Indo mais uma vez na contramão de outros estados, o governador Eduardo Leite quer aumentar a arrecadação de IPVA no Rio Grande do Sul. Vale lembrar que as tarifas do imposto sobre veículos no estado estão entre as mais altas do país.


Enquanto em alguns estados, carros com 15 anos de uso recebem isenção do pagamento do tributo, em solo gaúcho é de 20 anos. A parcela mais pobre da população vai pagar a conta da nova reforma do governador caso seja aprovado pela Assembleia Legislativa o aumento do período de tempo de pagamento para 40 anos da fabricação do veículo. 


O mesmo vale para os descontos de bom motorista, que na proposta o motorista terá de ficar muito mais tempo sem levar multas para ganhar apenas 5 por cento de desconto.


Veja abaixo como fica a proposta:


IPVA
• Adoção de alíquota de 3,5% para automóveis e camionetas
• Alteração dos critérios de isenções: serão isentos veículos fabricados há mais de 40 anos (e não 20 anos)
• Redução do valor mínimo do IPVA de quatro UPF para até uma UPF (atualmente, no valor de R$ 20,30)
• Revisão do benefício de Bom Motorista: com três anos sem infrações haverá desconto de 5%; dois anos sem infrações, 3%; e um ano sem infrações, 2%
• IPVA Verde: será estendida para os veículos hídricos até 2023 a isenção já existente para os veículos elétricos, a partir da sanção da lei. Também haverá isenção por dois anos do IPVA na compra até 2023 de novos ônibus e caminhões e isenção por quatro anos de ônibus novo com características de biossegurança.




Com informações da SECOM/RS
Imagem: Divulgação/VW


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Que absurdo sempre os pobres pagando o pato seu Eduardo Leite porque não corta na carne neste monte de políticos vereadores vcs, funcionários fantasmas entre outros essa máquina inchada do Estado , essas sanguessugas do governo .Tem muitos lugares e formas de cortar gastos e arrecadar. Pare de perseguir a população pobre do Estado ninguém aqui aguenta mais , já não chega termos a carga tributária mais alta nos combustíveis agora tu quer esfolar os pobres que tem um carrinho véio. Por favor né, se tem que aumentar alguma coisa aumenta então o iptu de mansões e IPVA de carro de luxo Já chega . Nós vamos pra rua tu vai ver.

    ResponderExcluir