ANUNCIE AQUI


Motorista de aplicativo de Cachoeirinha é assassinado em Porto Alegre



Antônio Luis do Amaranto da Silva, de 38 anos, era casado e tinha um filho



Um morador de Cachoeirinha, que trabalhava como motorista de aplicativos, foi assassinado na noite desta sexta-feira (3), no centro de Porto Alegre. 

Antônio recebeu um pedido de corrida nas proximidades da Redenção, ele desconfiou das atitudes do passageiro e avisou os colegas em um grupo de WhatsApp por volta das 22h30min, informações essas que foram relatadas por colegas deste grupo de mensagens. 

O automóvel modelo Logan, que a vítima conduzia foi encontrado estacionado na rua Rua André da Rocha, que também fica no centro da capital. Por volta das 7 horas da manhã deste sábado, o corpo do Antônio foi localizado na Avenida Jorge Benjamin Eckert, nas proximidades da Ceasa por um funcionário do local. Policiais militares do 11º BPM isolaram a área até a chegada da perícia.

O corpo tinha duas perfurações de tiros na cabeça. Os policiais não encontraram os pertences da vítima.7

A Polícia Civil inicialmente vai tratar do caso como latrocínio, que é roubo seguido de morte. 

Segundo relatos de colega de trabalho, os registros em tempo real do aplicativo informam que a viagem chegou a ir até o acesso da Avenida Anchieta com a Free-Way e depois retornou até o centro de Porto Alegre. 

Antônio era morador do bairro Anair em Cachoeirinha.

Nota do editor: Mais um trabalhador tem a vida ceifada e as leis punitivas continuam brandas. 


Imagem: Andy Choinski/Pixabay 


Postar um comentário

2 Comentários

  1. E vai continuar assim com esses governantes e juízes legislando a favor dos criminosos,e nojento ter que viver num país assim.

    ResponderExcluir
  2. Coitado, trabalhando honestamente e vem um vagabundo é tira a vida de um cidadão

    ResponderExcluir