ANUNCIE AQUI


Dois são presos por armazenarem arquivos de pornografia infantil em Gravataí




A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas, com apoio da 3ª Delegacia de Polícia de Canoas e do Instituto Geral de Perícias (IGP), prendeu em flagrante dois homens por armazenarem arquivos de pornografia infantil.

Na ação, em decorrência de cumprimento de mandado de busca e apreensão, foram encontrados mais de 2 mil arquivos de pedofilia, entre fotos e vídeos. 

A Operação Inocentia tem caráter permanente na região e objetiva a repreensão a crimes de natureza sexual, praticados contra criança e adolescente, bem como os de pornografia correlata.

Segundo o Delegado Pablo Rocha, o uso de máscaras e filtros nos programas de internet dá aos criminosos a falsa impressão da invisibilidade e da impossibilidade de identificação. As recentes prisões bem ilustram que a Polícia Civil consegue chegar aos consumidores e produtores de pornografia infantil.

O Titular da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Mário Souza, esclarece que a ação contra a pedofilia é prioridade da região. “Ao total, cerca de 14 indivíduos já foram presos pela prática de crimes desta natureza no curso das investigações dessa operação permanente nos últimos 6 (seis) meses", relatou o delegado. 

Por Leandro Adão/PC
Foto: divulgação


Postar um comentário

0 Comentários