ANUNCIE AQUI


Jovem relata tentativa de estupro no parcão de Cachoeirinha em plena luz do dia



Um relato feito por uma jovem no Instagram, relata os momentos de drama vividos por ela na manhã deste domingo (23), no parcão de Cachoeirinha.


Ela estava fazendo uma caminhada quando foi atacada na divisa com o Mato do Júlio. Ela foi arrastada para dentro do mato e imobilizada. O homem de cerca de 35 anos e 1,75m de altura a jogou de bruços contra o chão. A jovem entrou em luta corporal com ele tentando se desvencilhar do criminoso e conseguir fugir. Ela sofreu arranhões no rosto que a fizeram ficar toda ensanguentada.

No perfil do Instagram de uma amiga da jovem, foi dado mais detalhes do ocorrido. A amiga informou que a vítima ao sair de dentro do mato pediu ajuda a duas pessoas, um homem e uma mulher, que se negaram a ajudar, mesmo ela informando que tinha sido atacada por um estuprador.

Ao procurar a polícia para fazer o boletim de ocorrência, o relato da amiga é de que a vítima e seus familiares foram informados que não era a primeira vez que ocorria tal situação.

No vídeo, ela pede maiores providências por parte da prefeitura e da polícia para a solução do caso.

O local onde ocorreu a tentativa de estupro tem as cercas arrebentadas, onde jovens e adultos usam para acessar o mato para o uso de drogas ou consumo de bebidas alcóolicas. Faz anos que a cerca se encontra neste estado.

A prefeitura divulgou uma vez que iria cercar o trecho com gradis de concreto, os mesmos usados atualmente no cercamento das EMEIs, mas a promessa não saiu do papel.

O último caso divulgado em redes sociais de uma tentativa de estupro no local foi em 21 de junho de 2020, sendo que em 2016 uma mulher viveu três horas de abuso em outra parte do mato do Júlio, atrás da parada 56 e que se tornou notícia estadual.

O fato é que o local, uma importante reserva da natureza da região, não pode ficar abandonado e sem investimentos do poder público e de seus donos. A área deve ser preservada e cercada, para manter a segurança dos frequentadores do parcão e a conservação da natureza.


Por André Guterres - Imagem: Google Street View






Postar um comentário

0 Comentários